sábado, 20 de novembro de 2010


Quando a dor é infalível
A emoção se perde na graça
O coração não se sente seguro
E vivemos como prisioneiros
À espera de alguém que consiga abrir,
as portas que ainda nos aprisiona.


(Ataniel dos Santos)
Ataniel Pegadas – 2010

© Todos os direitos reservados


8 comentários:

Danii disse...

Será que existe alguém capaz de abrir essa porta que nos aprisiona?

Daaý Brunett´S disse...

As vezes eu fico esperando alguem, que escare as portas.
bjs

osonhodeumaflauta disse...

Eu não consigo ficar a espera, pois acredito que só nós mesmo é que somos capazes de abrir essa porta.
Por isso quando dói eu, abro, arrebento, destruo, as portas que me aprisionam.

✿Tammy disse...

Que lindo irmão.
Vc sabe escrever divinamente,amo-te.!!!
dê uma passada no meu blog.!!!
Um grande Abraço,Da sua amiga,Tammy'Natural.

Giovanna disse...

Hola Ataniel... haverá momentos que nos sentiremos aprisionados pelas armadilhas que a vida nos oferece, mas quando depositamos nossa confiança em Deus , esses momentos inevitáveis virão mas temos a certeza que atrás da porta está alguém para nos receber de braços abertos e nos confortar...um grande abraço pra ti e aproveitar para instalar por aqui e te visitar mais vezes... Giovanna

M amaral disse...

enquanto isso esperamos o alguém chegar....
lindo seu blog, to seguindo, viu? beijão

Flor de Lótus disse...

Que lindo!Realmente é preciso dar tempo ao tempo e só baixar a guarda quando nos sentirmos prontos para isso.
Beijos

Alexandre Fernandes disse...

Como uma libertação!
É isso que a gente espera que a luz traga de volta. Que esse alguém seja capaz de nos dar a mesma alegria de sempre!

Belo poema amigo!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...